Você está se inscrevendo para o No Waste Challenge em São Paulo e no Rio de Janeiro?

Neste breve resumo, mergulhamos mais fundo nas perspectivas locais do problema do lixo, e destacamos as oportunidades e desafios específicos que ESTAS DUAS CIDADES ENFRENTAM.

Continue lendo para saber mais sobre o envio de projetos para a rota de São Paulo e Rio de Janeiro.

 

Antes de se inscrever, recomendamos que você leia o briefing completo para São Paulo & Rio:

BRIEFINGS DE DESIGN

São Paulo & Rio Briefing

SITUAÇÃO ATUAL

ENTRE FLORESTAS E OCEANOS

 

O Brasil é abençoado com recursos naturais e diversidade cultural. E talvez em nenhum lugar isso seja mais evidente do que em São Paulo e no Rio de Janeiro. A apenas 500 km de distância uma da outra, elas estão entre as maiores cidades do mundo e ocupam uma região grandiosa situada entre a Mata Atlântica e o Oceano Atlântico. No entanto, com uma população total aproximada de 35 milhões de pessoas, o impacto ambiental dessa enorme ocupação urbana é extremamente preocupante.

O acúmulo de lixo é apenas uma parte de uma longa cadeia de problemas. Por todo o país, a extração de recursos naturais acontece quase sem barreiras. A consciência ambiental é relativamente baixa, e o consumo exagerado é um comportamento bem aceito. Afinal, os brasileiros costumam associar abundância a amor, felicidade e sucesso.

 

Existe um sentimento de que os problemas que o Brasil enfrenta sejam grandes demais para serem resolvidos. A complexidade é tamanha que é difícil saber o que fazer e como melhorar as coisas. Apesar de tudo isso, há algumas coisas importantes que o Brasil tem de sobra, como a sabedoria de sua população indígena e a criatividade de suas comunidades locais.

DESAFIOS EM SÃO PAULO E RIO DE JANEIRO

 

CIDADES COM DESIGUALDADES

 

O Brasil também é um país de grandes contrastes, com desigualdades colossais na distribuição de renda e qualidade de vida em geral. A desigualdade social no país afeta diretamente como as pessoas consomem, produzem e descartam. São Paulo e Rio de Janeiro são as cidades mais ricas do Brasil e também abrigam algumas das favelas mais populosas do país. Isso cria grandes paradoxos, como o enorme desperdício diário de comida nas cidades enquanto outras partes da população passam fome. E as consequências da falta de consideração pelo clima e pela biodiversidade são maiores para os menos afortunados.

Isso significa que as soluções climáticas e a desigualdade social devem ser tratadas como questões relacionadas. Ao melhorarmos nosso relacionamento com o meio ambiente, melhoraremos as condições de vida em nossas cidades, e vice-versa.

POLUIÇÃO DO OCEANO


Você sabia que o Brasil é o 4° país que mais produz poluição plástica no mundo? O país também possui baixas taxas de reciclagem. Em outras palavras, a maior parte do lixo plástico é acumulado em aterros, lixões, ou descartados no meio ambiente.

Pelo menos 70% de todo o lixo encontrado nas praias brasileiras é plástico, principalmente de embalagens. Com essa invasão de plástico em nossos oceanos, a lista de espécies marinhas afetadas por detritos plásticos só aumenta. No Brasil, mais de 3.700 animais submetidos a necrópsia tinham ingerido lixo plástico. Também há impactos negativos na pesca e no turismo, na qualidade da paisagem, e nos altos custos de remoção e descarte de lixo.

EMERGÊNCIA NA BAÍA DE GUANABARA

A Baía de Guanabara é considerada por muitos cientistas marinhos uma das baías mais poluídas do mundo. 70% do esgoto de 9 milhões de habitantes do estado do Rio de Janeiro são lançados atualmente na baía sem tratamento. Isso equivale a 18.000 litros de esgoto por segundo.

 

A saúde da Baía de Guanabara, no coração do Rio de Janeiro, tem um impacto direto nas vidas da população local – aproximadamente 9 milhões de residentes em 16 cidades e ao longo de mais de cem rios, córregos e canais. Basicamente, uma baía mais saudável depende de uma população com uma melhor qualidade de vida, e vice-versa.

INSIGHTS SOBRE LIXO EM SÃO PAULO & RIO

 

INSIGHT LOCAL

REDUZIR, REUTILIZAR & RESTITUIR


Para manter o plástico fora da natureza, precisamos reduzir a quantidade de plástico desnecessário e problemático que é produzido na fonte. As empresas precisam assumir seu papel nesse ciclo vital e reduzir a quantidade de plástico descartável, oferecendo outras opções aos consumidores. O que é bastante animador é que matérias-primas bem conhecidas como papel, alumínio e madeira certificada estão ganhando espaço como alternativas ao plástico. Materiais inusitados e inovadores também se destacam, como copos feitos a partir da polpa da mandioca e embalagens à base de algas e cana-de-açúcar.


INSIGHT LOCAL

ABUNDÂNCIA E DIVERSIDADE


O Brasil é conhecido como o país onde tudo que se planta cresce. O país também tem reservas abundantes de minerais e petróleo. São Paulo é a cidade com a maior concentração de grupos étnicos de origem portuguesa, italiana, japonesa, espanhola e libanesa fora de seus respectivos países. Abundância e diversidade são termos que devem estar sempre em mente quando pensamos no Brasil e em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro. Eles definem oportunidades e possibilidades locais. Eles também definem comportamentos, problemas, e proporcionam uma camada extra de complexidade a um país de proporções continentais com mais de 211 milhões de habitantes, dos quais 35 milhões vivem nas regiões metropolitanas de São Paulo e do Rio.


 

INSIGHT LOCAL

COMUNIDADES ENGENHOSAS


A gestão do lixo e o acesso a saneamento básico variam em diferentes áreas de São Paulo e do Rio de Janeiro. Existem locais em que não há nenhuma coleta de lixo. O lado positivo é que nessas periferias e comunidades desfavorecidas estão se formando iniciativas excepcionais, como hortas comunitárias, campanhas para o uso integral dos alimentos, e ações com foco no reparo e reutilização de objetos domésticos.


INSIGHT LOCAL

SABEDORIA INDÍGENA E DESIGN RESILIENTE AO CLIMA


Desde que o primeiro colonizador pisou no Brasil, a sabedoria daqueles que habitavam esta terra há milhares de anos foi ignorada, negligenciada ou destruída. No entanto, agora existe uma conscientização maior sobre a nossa necessidade de aprender com aqueles que vivem simbioticamente com a natureza.

As tecnologias indígenas trabalham com a natureza em vez de tentar dominá-la. Uma vez desenvolvidas e ampliadas, essas tecnologias indígenas poderiam proporcionar um novo caminho para reduzir a pegada ecológica da humanidade.


O QUE O DESIGN PODE FAZER POR SÃO PAULO E PELO RIO DE JANEIRO?

Então, onde os designers podem fazer a diferença? Com a ajuda de nossos parceiros, destacamos algumas oportunidades e estudos de caso relevantes para São Paulo e o Rio de Janeiro, mas há muitas outras! Consulte os briefings globais para obter mais inspiração.

OPORTUNIDADES DE DESIGN


Este briefing de design pergunta: como podemos usar menos recursos naturais e consumir de forma mais consciente? Tenha em mente as necessidades de São Paulo e do Rio de Janeiro e considerando as oportunidades a seguir.

 

  • Na cultura brasileira, o consumo é muitas vezes visto como algo a ser desejado. Como podemos encorajar outras formas de status atreladas ao bem social em vez do consumo?
  • Precisamos aprender a proteger e regenerar nossas florestas, oceanos e ecossistemas urbanos. Como podemos nos inspirar nos povos indígenas brasileiros para elaborar soluções que atuem em sinergia com o meio ambiente?
  • O Brasil é conhecido como o país onde tudo que se planta cresce. Como podemos respeitar essa abundância e diversidade elaborando produtos que tenham um impacto negativo zero (ou quase zero) no nosso meio ambiente?

Inspire-se

PROJETO CARAVELA


A Caravela é uma intervenção escultural urbana que visa conscientizar sobre a poluição da água enquanto a trata em nível microscópico. Desenvolvida pela Infinito Mare em parceria com a Furf Design, o projeto é baseado em uma abordagem de design biomimética altamente sustentável. Cada Caravela é uma inovação otimizada que permite que as algas cresçam usando a poluição da água como fonte de alimento. O objetivo é usar plástico urbano reciclado para criar mais Caravelas.

 

O projeto Caravela contribui com 12 dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.


 

OPORTUNIDADES DE DESIGN

Este briefing de design pergunta: como podemos produzir produtos e materiais que são mantidos em uso ou regeneram sistemas naturais? Tenha em mente as necessidades de São Paulo e do Rio de Janeiro considerando as oportunidades a seguir.

  • Gambiarra é o jeitinho brasileiro de resolver problemas com poucos gastos, poucos materiais, e muito improviso. Como podemos encorajar maneiras sustentáveis de produzir que tirem proveito do que o Brasil tem em abundância: mão de obra e criatividade?
  • Pense em embalagens compactas e inteligentes.  Como podemos criar produtos que não tenham o lixo como subproduto indesejado?
  • Um bom design pode tornar a reutilização das coisas mais atraente, até mesmo para consumidores que estão acostumados com produtos de uso único. Como podemos encorajar a reutilização de produtos enquanto evitamos materiais que levam décadas para se decompor?

Inspire-se

BEEGREEN


A marca brasileira busca contribuir para uma mudança nos hábitos de consumo e aumentar a consciência sobre o impacto ambiental de uma economia justa. Ela faz isso oferecendo produtos e serviços sustentáveis a indivíduos, eventos e empresas. Ao oferecer opções sustentáveis, a Beegreen acredita que os usuários de seus produtos tenham contribuído para evitar que toneladas de itens chegassem a aterros e outras áreas de descarte. Entre seus produtos estão canudos de inox personalizados, ecobags, copos e embalagens.


 

OPORTUNIDADES DE DESIGN

Este briefing de design pergunta: Como podemos usar o lixo como recurso ou descartá-lo de forma mais responsável? Tenha em mente as necessidades de São Paulo e do Rio de Janeiro considerando as oportunidades a seguir.

  • O lixo não deve ser desperdiçado. Como podemos elaborar produtos que usem resíduos como material de base para um novo ciclo de produção?
  • São Paulo e Rio de Janeiro são cidades enormes, com ecossistemas complexos. Como podemos otimizar os sistemas de entrega de produtos e materiais para minimizar o desperdício?
  • O Brasil é uma terra de abundância. A necessidade de importação deveria ser mínima. Como podemos estimular uma produção e consumo locais, sem tantas viagens e desperdício?

Inspire-se

PIMP MY CARROÇA


Pimp My Carroça é um movimento que começou em 2012 para tirar os catadores de materiais recicláveis da invisibilidade – e aumentar sua renda – por meio da arte, sensibilização, tecnologia e participação coletiva. Sua missão é desenvolver ações criativas e colaborativas que tenham um impacto positivo na remuneração e no reconhecimento dos catadores de lixo e materiais recicláveis pela sociedade e poderes público e privado no Brasil.


REFERÊNCIAS E PESQUISAS ADICIONAIS

Para saber mais, aqui estão as principais fontes usadas na criação deste briefing: